Arquivo mensal 04/04/2022

Ricardo Jorge porRicardo Jorge

Telemetria o que é e para que serve

Neste artigo sobre Telemetria o que é e para que serve, será abordada a importância da coleta dos dados e status dos vários componentes que integram seu ambiente, permitindo que você entenda e conheça o que realmente ocorre, quando ocorre, por quantas vezes e, em quais circunstâncias.

O artigo abordará os seguintes aspectos sobre telemetria:

  • O que é
  • Para que serve
  • Onde aplicar
  • Qual a diferença entre telemetria e IoT
  • Resultados esperados com a telemetria

O que é telemetria?

O termo telemetria significa obter dados de uma maneira remota, ou seja, sem estar presente no local onde estes dados estão sendo gerados.

A distância deste local remoto pode ser de alguns metros até milhares de quilômetros.

É importante lembrar que a telemetria vem sendo utilizada por várias décadas e em inúmeros cenários e ambientes.

A telemetria utiliza coletores, também chamados de sensores, para obter status e dados.

Um status representa as duas condições possíveis que um elemento pode assumir, por exemplo, ligado ou desligado, aberto ou fechado.

Um dado é a representação dos valores que um determinado elemento pode assumir, exemplos:

  • Temperatura:
    • do ar,
    • do solo,
    • dos gases de exaustão de um motor,
    • do Data Center,
    • do paciente
  • Umidade:
    • do ar,
    • do solo,da sala de reunião,
    • do Data Center
  • Pressão:
    • da linha de vapor,
    • da linha de ar comprimido,
    • do combustível,
    • do óleo,
    • da água para o sistema contra incêndio,
    • arterial
  • Velocidade:
    • do sistema de ventilação
    • da esteira de transporte
  • Nível de Iluminação, natural ou artificial, incidindo em um ambiente
  • Nível de trepidação ou vibração de um equipamento
  • Contador de elementos passando pela esteira transportadora
  • Contador de pessoas passando por uma catraca
  • Percentual de renovação do ar da sala ou galpão
  • Quantidade de partidas de um motor
  • Tempo de operação de uma máquina
  • Consumo de energia elétrica, combustível ou água
  • Indicador do volume de um gás ou fluido em um reservatório

Ou seja, podemos aplicar telemetria em qualquer ambiente, quer seja industrial, residencial, comercial, agrícola, hospitalar, etc.

Para que serve a telemetria?

Toda vez que necessitamos monitorar e rastrear o estado e a qualidade de algo, precisamos coletar dados e status para sabermos se ocorreu algum desvio importante.

Através desta medição e coleta de dados e status, podemos tomar decisões e entender o comportamento real do que estamos monitorando.

Imagine um paciente em uma Unidade de Terapia Intensiva!

Como o médico poderá avaliar a evolução deste paciente, sem saber o que ocorre ao longo das horas e dos dias?

Algo similar ocorre em uma indústria, onde também precisamos obter dados sobre a produção e o comportamento dos vários equipamentos que compõem o chão de fábrica.

Onde aplicar a telemetria?

Como já vimos, a telemetria é uma coleta remota de dados e status, que pode ser aplicada a inúmeros casos, como:

  • Indústria em geral
  • Medicina
  • Cidades inteligentes
    • mobilidade urbana e semáforos inteligentes
    • iluminação pública
    • segurança pública
  • Prédios e casas inteligentes
  • Agricultura e pecuária
  • Geração e distribuição de energia elétrica
  • Logística e monitoramento de frota e mercadorias
  • Distribuição de água
  • Gasodutos e oleodutos
  • Equipamentos que ficam em locais remotos / de difícil acesso

A telemetria pode ser:

  • um serviço instalado, mantido e consumido internamente ou,
  • contratado de uma empresa especializada na prestação de serviços de medição, ou
  • utilizado por prestadores de serviço, empresas de manutenção, etc.

De posse deste conhecimento e, considerando um ambiente de produção, será possível gerenciar e planejar de forma mais adequada como utilizar melhor seus recursos, permitindo resultados mais positivos para o seu negócio, ao mesmo tempo que pode melhorar o atendimento e o relacionamento com seus clientes.

Quando consideramos o uso da telemetria na medicina, o conhecimento sobre o comportamento do paciente ao longo do tempo, permite ao médico inúmeras possibilidades para aprimorar e adequar o tratamento.

Muitas pessoas já utilizam Smartwatches que podem ser considerados coletores de alguns dados pessoais, como: quantidade de tempo em repouso ou em atividade, batimento cardíaco, pressão arterial, temperatura corporal, etc.

Pode ser que você já utilize telemetria sem perceber!

Qual a diferença entre telemetria e IoT?

Já faz algum tempo que ouvimos falar em Indústria 4.0, na Agricultura 4.0 e IoT e IIoT e a necessidade para adoção de novos padrões e metodologias para aprimorar a produção, diminuir o desperdício e otimizar seus processos de gestão.

De fato, Telemetria e IoT são a mesma coisa do ponto de vista conceitual da coleta de dados e status.

Um dispositivo IoT é comumente composto de um sensor que coleta o status e/ou os dados e opcionalmente de um atuador, que comanda algo, enquanto a Telemetria é normalmente composta por um dispositivo sensor.

Nada impede que exista um atuador junto com a telemetria.

Durante muitos anos um dispositivo de telemetria fazia apenas a coleta e enviava os dados através de um meio de comunicação que normalmente era algum tipo de rádio.

Muitos dispositivos IoT continuam fazendo a mesma coisa, mas a maioria utiliza a Internet como meio de comunicação, embora existam outras formas como, por exemplo, LoRaWan ou 5G.

Alguns dispositivos IoT, assim como os dispositivos usados em telemetria, também podem armazenar os dados para consulta futura e quando configurados desta forma, são denominados de data logger.

Sendo assim, atualmente Telemetria e IoT são formas diferentes para descrever uma coleta remota de dados e status.

Resultados esperados com a telemetria

Como já vimos, a telemetria pode e deve ser aplicada a qualquer perfil de empresa ou negócio.

Através da medição e do conhecimento da operação dos elementos e dispositivos, passamos a entender como realmente as coisas acontecem e, não somente como deveriam acontecer ou, foram projetadas e planejadas.

O uso da telemetria permite uma maior e melhor compreensão da operação dos vários elementos e dispositivos, facilitando o diagnóstico de falhas e até mesmo antecipando manutenções que passam de corretivas a preventivas.

A telemetria também se estende para outras áreas além da indústria e dois exemplos muito comuns atualmente, são a saúde e a logística.

Então, os principais resultados esperados com a implantação da telemetria são:

  • Otimização de gastos
  • Melhorias dos processos de produção e análise de causa raiz
  • Planejamento da manutenção
  • Otimização da produção

Você otimiza seu tempo e não desperdiça o tempo do cliente!

Em qualquer área ou negócio, todos esperamos por soluções e resultados positivos e não apenas desculpas!

Através do uso da telemetria ou IoT, é possível acompanhar o status e as coletas dos dados que serão utilizados para agilizar o diagnóstico e até mesmo prevenir falhas e problemas mais graves.


E você? Como faz a gestão de seu negócio?

Como acompanha a produtividade de seus equipamentos e recursos?


Artigos relacionados:

Indústria 4.0 aplicada na pequena indústria

IoT e os dados dos sensores e do CLP

História do Controlador Lógico Programável

KPI o que é e para que serve

Séries históricas e IoT – conheça planeje e decida


Image by GraphicMama-team from Pixabay